faex@faex.edu.br   (35) 3435-3988  

A Inteligência Emocional como guia para sua vida

28/08/2020

Quantas vezes você pensou que chegou ao limite e que irá explodir a qualquer momento? Todos nós, ao longo da vida, passamos por situações diárias que podem colocar à prova o quanto usamos, ou não, nossa Inteligência Emocional.
Seu conceito surgiu na década de 90 e baseia-se em Identificar e controlar suas emoções com mais facilidade. Desenvolver sua Inteligência Emocional tem sido uma abordagem cada vez mais utilizada, principalmente no ambiente corporativo.
Empresas têm dado mais atenção ao tema, fornecendo treinamentos e suporte para que seus funcionários possam trabalhar sua Inteligência Emocional, o que traz inúmeros benefícios para a relação profissional como um todo, melhorando o ambiente de trabalho, aumentando a produtividade e conseguindo inclusive um maior engajamento do funcionário com sua empresa.
Não é só no trabalho que uma boa Inteligência Emocional traz benefícios, mas sim em toda nossa vida. Isso porque a emoção faz parte de tudo – e ter o controle sobre suas emoções pode ser um grande diferencial para o seu sucesso de maneira geral.
Na teoria, a Inteligência Emocional apresenta 5 princípios básicos, que vamos explicar rapidamente. Se praticados, eles podem ajudar bastante no seu desenvolvimento.

1) Autoconhecimento
Conhecer a si próprio é fundamental para o controle de suas emoções. Saber quem você é realmente, conhecer seus limites, identificar suas reações a situações do cotidiano... Passe a observar-se melhor, analisar suas emoções quando acontecem (medo, frustrações, ansiedade) e tente encontrar as razões que causam esses sentimentos. Uma boa dica para ajudar nesse sentido é anotar, ao final de cada dia, algumas emoções percebidas, os motivos que as trouxeram até você e suas reações a respeito.
2) Controle das emoções
A partir do momento em que você começa a se conhecer melhor e a identificar suas emoções, fica também mais fácil controlá-las. Seguindo o mesmo exercício anterior, ao final de uma semana, reveja suas anotações e observe quais emoções surgiram com maior frequência e por quê. Como dissemos, sentir emoções é algo natural dos seres humanos. Sejam elas boas ou ruins, o importante é termos consciência e domínio sobre essas emoções.
3) Automotivação
Iniciado o processo de desenvolvimento de sua Inteligência Emocional, a automotivação é um princípio muito importante. Manter-se calmo e sereno, mesmo diante de enfrentamentos e situações de muito estresse, seguir seu rimo e, mesmo assim, manter seu rendimento e sua produtividade. Depois de um longo dia de trabalho, por exemplo, a sensação de dever cumprido é das melhores. Mas, como bons seres humanos que somos, é inevitável que nossa rotina seja alheia a problemas. E é justamente aí que devemos manter nossa motivação em alta, lembrar sempre dos objetivos finais, das conquistas que estão por vir e, dessa forma, preservar o foco e também a calma.
4) Empatia
Ah, a tal da empatia! Termo muito em moda nos últimos anos, empatia é basicamente colocar-se no lugar do outro. Parece fácil, não é mesmo? Mas nem sempre é simples o processo. Ao se colocar no lugar do outro, é preciso perceber também as dores e angústias da outra pessoa, tentar sentir o que ela está sentindo em determinada situação. Trabalhar a empatia é um processo muito prazeroso na verdade, porque normalmente o feedback que recebemos também é empático, ou seja, uma relação de confiança é estabelecida.
5) Sociabilidade
Seus relacionamentos sociais são muito importantes e a forma como você convive entre amigos e familiares também. Caminhando rumo ao desenvolvimento de sua Inteligência Emocional você naturalmente irá ampliar seu universo de relacionamentos, irá se socializar cada vez mais. E toda essa troca de experiências (e por que não de emoções?) é muito benéfica para você e também para quem convive por perto. Relacionar-se bem é consequência imediata de todos os demais pontos colocados acima.

Ao se conhecer bem, você irá começar a controlar com muito mais eficiência as suas emoções. Mantendo-se motivado, com foco nos objetivos, e colocando-se no lugar do outro, novas e saudáveis relações são estabelecidas, relacionamentos já existentes são fortalecidos e inúmeras possibilidades se abrem à sua frente.
Investir no desenvolvimento de sua Inteligência Emocional é um passo certo para sua evolução, não só profissional. Vale a pena e você perceberá os benefícios muito rapidamente.

Imagens